There are no ads, please add some

Vasco Cordeiro propõe criar Centro de Aquicultura dos Açores no Faial

O Presidente do PS/Açores propôs, esta quinta-feira, a criação na próxima legislatura, na ilha do Faial, de um Centro de Aquicultura dos Açores, reforçando e aprofundando a centralidade desta ilha nos assuntos relativos ao mar.

Vasco Cordeiro falava na cidade da Horta, perante um Teatro Faialense completamente lotado, na apresentação dos candidatos do PS às próximas eleições regionais, pelo círculo eleitoral do Faial.

O Presidente do PS/Açores explicou que este pretende ser um “centro experimental e de estações de cultura para investigação”, que irá “juntar pescadores, investigadores e investidores privados, de forma a dinamizar esta atividade”.

O líder dos socialistas Açorianos realçou o arranque recente da construção da Escola do Mar na Horta, sublinhando que pretende trabalhar em articulação com o Governo da República para “concretizar a instalação de um Observatório Internacional dos Oceanos no Faial”.

Realçando que os últimos quatro anos foram “particularmente desafiantes e exigentes”, Vasco Cordeiro assumiu que o PS/Açores está “de consciência tranquila, por tudo ter feito, até ao limite das suas competências e recursos, para ajudar as famílias e as empresas Açorianas, em todas as ilhas”.

“Em termos de obras, de infraestruturas no Faial, nós vamos terminar esta legislatura com um montante de investimento público de cerca de 40 milhões de euros”, revelou o Presidente do PS/Açores, exemplificando com o “Bloco C do Hospital da Horta, que está já em funcionamento, com a adjudicação da obra para o novo centro de saúde, com a remodelação da urgência hospitalar, com a ampliação do serviço de diálise e com a construção da unidade de cuidados intermédios”.

Vasco Cordeiro abordou também o crescimento do turismo no Faial, destacando que “entre 2012 e 2015, comparando perídos homólogos, o número de dormidas no Faial cresceu mais de 50%, e que, no mesmo período, os proveitos totais dessa atividade cresceram, no Faial, cerca de 30%”.

Cordeiro realçou que “quem não colocou a ampliação da pista do aeroporto da Horta no caderno de encargos da privatização da ANA foi o governo da República do PSD”, então liderado por Passos Coelho, responsabilizando-o também por “permitir que a TAP abandonasse o Faial” e por “matar os fundos comunitários destinados à segunda fase da variante da Horta, quando disse à Comissão Europeia que não necessitávamos de mais dinheiro para estradas”.

“Onde estava então o PSD local? Aquele que agora se arma em grande paladino? Estavam escondidos? Estavam calados? Foram cúmplices dessas atitudes inqualificáveis para com o Faial e para com os Faialenses”, sublinhou o socialista.

Vasco Cordeiro lembrou que quem garantiu que a ilha do Faial não ficava sem acessibilidades aéreas “foi o Governo Regional do PS e a SATA”, algo que deve ser “esclarecido perante aqueles que agora querem inverter a história”.

“Sabemos que os bons resultados alcançados não são fruto só do trabalho do Governo do PS. Mas também sabemos que sem o trabalho do Governo do PS, isso não tinha acontecido. Temos muito que trabalhar e muitos desafios pela frente: criando e inovando soluções, aperfeiçoando medidas, melhorando aquilo que já está a ser feito, mas que nós próprios temos a consciência que necessita de ser melhorado”, assegurou o Presidente do PS/Açores, Vasco Cordeiro.

Texto/Foto: GI-PS/A | Rádio Faial

About The Author

Related posts