There are no ads, please add some

SNPVAC “estranha” posição do Governo Regional dos Açores ao solicitar explicações a Pires de Lima

O SNPVAC estranha a posição do Governo Regional dos Açores ao solicitar explicações do Ministro Pires de Lima, sobre o abandono dos voos efectuados pela TAP para a ilha do Faial e do Pico.

Considera ainda mais insólito a iniciativa do Secretário Regional do Turismo e dos Transportes pelo insistente ataque à SATA Internacional, que em tudo prejudicam os Açorianos, não acautelando as obrigações do serviço público que uma companhia aérea deve ter.

Também não compreendemos a reacção do Governo dos Açores, este o único accionista da companhia aérea regional, ao solicitar esclarecimentos do Governo da República sobre as opções feitas por outra empresa nacional no que se refere a estes dois destinos nas ilhas açorianas, quando claramente urge preparar condições para que a SATA Internacional realize a sua operação convenientemente e assegure o serviço público a todos os Açorianos.

Mais uma vez relembramos que, desde que o Eng.º Vítor Fraga assumiu funções, o SNPVAC tem vindo a informar e denunciar aos Açorianos que a política seguida pelo Secretário Regional do Turismo e dos Transportes concorre para a destruição da SATA Internacional e da SATA Açores. Toda a estrutura de um serviço público prestado pela companhia aérea regional, bem como as necessidades do povo Açoriano, ficarão em risco.

A falta de apoio demostrado pelo Secretário Regional sobre este assunto, assente na constante ingerência que têm condicionado as opções estratégicas, teve e tem profundas consequências na tesouraria da SATA. Relembramos o encerramento da lucrativa base da Madeira, a partir de onde a SATA explorava rotas rentáveis, responsáveis pelo desenvolvimento, projecção e nome da empresa, também prejudicaram os Açorianos e os empresários que pretendiam realizar negócio dos Açores para o mundo.

São bastantes as razões pelas quais continuaremos a questionar o Governo dos Açores. Pelo não cumprimento das suas obrigações, por uma vontade teimosa e alheia a todos os Açorianos que permite a destruição de uma empresa que sempre cumpriu com a sua vocação em servir os Açores e os Açorianos, pela ousadia e arrojo em exigir aos outros, e falamos abertamente da TAP, o que não exige a si próprio.

Questionamos se é esta a Autonomia que o povo dos Açores escolheu e confiou aquando das eleições regionais.

Por último, o SNPVAC estranha que o Governo dos Açores venha dar razão ao que sempre afirmámos, sobre o caderno de encargos da privatização da companhia aérea nacional, onde não está prevista a continuidade do serviço público, e que o Governo da República carece de legitimidade nesta decisão, por força de se tratar de um negócio ruinoso para o país.

Texto: SNPVAC/Açores 9 | Foto: Direitos Reservados | Rádio Faial

About The Author

Related posts