There are no ads, please add some

Setor leiteiro com “plano ambicioso” de apoio em 2016, afirma Presidente do Governo

O Presidente do Governo anunciou hoje, na Horta, que a implementação, no próximo ano, de um plano de apoio ao setor leiteiro regional vai permitir conciliar medidas para o aumento do rendimento dos produtores com medidas para a redução dos custos das explorações.

“Operacionalizaremos, em 2016, um ambicioso plano de apoio ao setor leiteiro que, congregando medidas de aumento do rendimento com medidas de redução de custos, será uma peça essencial para um melhor futuro para o setor e para os agricultores açorianos”, afirmou Vasco Cordeiro, na intervenção que encerrou o debate parlamentar sobre o Plano de Investimentos e o Orçamento para o próximo ano, documentos que concluem esta legislatura.

Com este plano, frisou Vasco Cordeiro, o Executivo reforçará as condições para que os “agricultores possam ultrapassar, da melhor forma possível, este momento mais difícil que atravessamos”, derivado da conjuntura desfavorável que se verifica nos mercados internacionais.

Perante os deputados regionais, o Presidente do Governo anunciou, por outro lado, a ampliação do COMPAMID – complemento de apoio à aquisição de medicamentos por idosos – que será alargado aos reformados por invalidez, e deixou ainda a garantia de que o Governo “ambiciona mais” ao nível da criação de emprego, apesar da evolução positiva já registada na taxa de desemprego.

“Não estamos satisfeitos porque ambicionamos mais na competitividade das nossas empresas, no fortalecimento do nosso tecido empresarial e na melhoria da nossa capacidade exportadora, de forma a que, com uma economia mais forte, possamos ter mais e melhores postos de trabalho para os Açorianos”, afirmou.

No setor do Turismo, Vasco Cordeiro salientou que o Governo pretende reforçar a sua sustentabilidade económica e ambiental, alargando o leque de beneficiários do seu crescimento e atualizando a estratégia do seu desenvolvimento.

Vasco Cordeiro 5191 (1)“É por isso que, ainda durante a presente legislatura, desencadearemos o processo de atualização do Plano de Ordenamento Turístico da Região Autónoma dos Açores, com o objetivo de melhorar a estruturação e o desenvolvimento, desde logo, dos produtos turísticos”, anunciou o Presidente do Governo.

Na sua intervenção, garantiu também que o Governo estará “particularmente atento e atuante” quanto ao respeito pelos trabalhadoras, desde logo, do setor turístico.

“Se é certo que os tempos de crise podem, eventualmente, ter exigido um esforço acrescido por parte de todos, os tempos de recuperação impõem, certamente, que também todos possam ser devidamente compensados pelo seu trabalho e pelo seu esforço”, afirmou.

Relativamente às Pescas, Vasco Cordeiro sublinhou ser necessário continuar a percorrer o caminho da valorização do pescado dos Açores, da requalificação de infraestruturas e da melhoria do rendimento dos pescadores açorianos.

“É por isso que avançaremos, entre outros, com o melhoramento dos portos do Topo, em São Jorge –  cujo anúncio foi publicado hoje -, do núcleo de Pescas da Horta, no Faial, da Ribeira Quente, em São Miguel, ou dos Biscoitos, na Terceira”, anunciou.

No final do debate parlamentar que decorreu na Assembleia Legislativa, o Presidente do Governo assegurou que o Executivo “ambiciona mais” também na Educação, setor em que, para além da requalificação e construção de escolas, será dirigida a programas como o PROSUCESSO uma “atenção muito especial para que os seus resultados nas áreas do combate ao insucesso escolar possam corresponder às metas que os Açores precisam”.

“Não estamos satisfeitos porque ambicionamos mais no contributo que a Ciência e a Cultura podem dar para o desenvolvimento e para o progresso nos nossos Açores, não apenas no domínio do aumento do conhecimento, mas como instrumentos para que, através da inovação, a nossa sociedade seja cada vez melhor e a nossa economia cada vez mais competitiva”, frisou.

Também na área das respostas sociais em vigor, Vasco Cordeiro assegurou a melhoria da sua abrangência, reforçando o seu papel de instrumentos de integração e de dignidade dos Açorianos que estejam numa situação de maior fragilidade.

“Não estamos satisfeitos porque ambicionamos mais na forma como o Serviço Regional de Saúde dá resposta às solicitações dos Açorianas, quer na melhoria das condições em que queremos dar resposta às listas de espera, quer na forma como no geral prevenimos e tratamos a doença”, afirmou.

Depois de reafirmar que, em 2016, vai ser aumentado o valor do complemento regional de pensão –  o chamado ‘cheque pequenino’, e do complemento açoriano de abono de família para crianças e jovens, Vasco Cordeiro salientou que o Governo vai abordar de frente problemáticas como a toxicodependência, a gravidez na adolescência e o combate à violência doméstica.

“Tudo isto através da implementação do programa Geração+, que une respostas da Educação, da Saúde, da Solidariedade Social no sentido de podermos ter, também nesse domínio, indicadores que correspondam àquilo que os Açores precisam e que orgulhem os Açorianos”, salientou o Presidente do Governo.

Texto/Foto: GaCS/PC | Rádio Faial

About The Author

Related posts