There are no ads, please add some

PSD/Açores quer políticas ativas para criação de emprego

O presidente do grupo parlamentar do PSD/Açores defendeu hoje a criação de “políticas ativas” que incentivem a criação de “emprego estável”, nomeadamente dando às empresas regionais acesso a mais fundos comunitários.
“Mais e melhor emprego deve ser a pedra de toque, com políticas ativas que impulsionem o emprego estável, apostando na formação como elemento de melhoria de empregabilidade. É urgente combater o emprego precário. É fundamental apoiar o tecido empresarial para que este se oriente para a produção de bens transacionáveis”, afirmou António Marinho.
O líder da bancada social-democrata falava aos jornalistas após uma audição com o presidente do governo regional sobre as propostas de Orientações de Médio Prazo 2017-2020 e de Plano e Orçamento para 2017.
António Marinho lembrou que as empresas são o “verdadeiro motor de criação de riqueza e emprego” e defendeu que estas “sejam beneficiárias de uma parte significativa dos recursos financeiros disponíveis”, nomeadamente o acesso a verbas da União Europeia.
“As Orientações de Médio Prazo até 2020 coincidem com o final do atual quadro comunitário de apoio. Impõe-se, assim, que nelas se reflita a preocupação já manifestada pelo PSD/A de que as empresas, como verdadeiro motor de criação de riqueza e emprego, sejam beneficiárias de uma parte significativa dos recursos financeiros disponíveis, ao contrário do que tem acontecido, com as consequências negativas que conhecemos”, disse.
O presidente do grupo parlamentar do PSD/Açores salientou que outra prioridade para esta legislatura deve ser o combate à pobreza, considerando que “deve ser assumido o compromisso com os açorianos de retirar a Região dos últimos lugares europeus nos indicadores sociais relativos à pobreza”.
“Combater a pobreza é a segunda prioridade. As famílias dos Açores continuam a ser as mais pobres entre todas as do país. Queremos que os pobres açorianos tenham a oportunidade de deixarem de ser pobres”, frisou.
António Marinho destacou também que é prioritária uma “aposta numa educação de sucesso, sendo “obrigação do governo tudo fazer para reduzir o abandono escolar precoce, reduzir o insucesso escolar no ensino básico e aumentar o número de jovens açorianos que frequentam o ensino superior”.
O líder da bancada social-democrata acrescentou que é igualmente “imprescindível lutar por mais e melhor saúde”, dado que esta constitui “uma grande preocupação das famílias açorianas”.
“Devem ser objetivos primordiais a cobertura integral da população por médico de família até 2020, o incentivo à deslocação de médicos especialistas às ilhas sem hospital e a recuperação, quer das listas de espera para consulta, nas especialidades mais carenciadas, quer das listas de espera cirúrgica”, afirmou António Marinho.
Texto/Foto: GI-PSD/A | RP/RF

About The Author

Related posts