There are no ads, please add some

PSD/Açores quer intervenção urgente no setor agrícola na ilha das Flores

O PSD/Açores defendeu hoje uma intervenção urgente no setor agrícola na ilha das Flores, apontando o caso da Cooperativa Ocidental que atravessa “uma situação muito complexa”, mas possível de se resolver caso haja vontade política.

“O Governo Regional deve agir rapidamente e urgentemente no setor agrícola na ilha das Flores. O setor atravessa um momento difícil, designadamente a cooperativa Ocidental”, afirmou o deputado Bruno Belo, no encerramento das jornadas parlamentares do PSD/Açores na ilha das Flores.

Têm sido noticiados problemas de gestão e financeiros nesta e noutras cooperativas dos Açores, uma situação que o Governo Regional garante dar “um acompanhamento permanente”.

Apesar da “situação muito complexa” que atravessa a Cooperativa Ocidental, Bruno Belo considerou que é possível resolver o caso, mas “para isso é preciso que haja disponibilidade e vontade política de o fazer”.

“Se a cooperativa encerrar trará problemas muito graves a dezenas de famílias”, alertou o deputado social-democrata.

No encerramento das jornadas parlamentares do PSD/Açores, iniciadas na segunda-feira na ilha do Corvo, Bruno Belo manifestou preocupação com o facto de 70% dos alunos da ilha das Flores beneficiarem de apoio da ação social escolar, algo que disse ser revelador das “graves dificuldades” que atravessam as famílias florentinas.

Bruno Belo criticou, também, o transporte marítimo de passageiros no grupo ocidental do arquipélago, alegando que o “amadorismo não pode continuar”.

Quanto ao desemprego, o parlamentar disse esperar que os fundos do novo quadro comunitário sirvam para “apoiar e criar condições que permitam inverter o caminho seguido até agora de despovoamento, desertificação das ilhas mais pequenas”.

http://www.jornalacores9.net/regional/psdacores-quer-intervencao-urgente-no-setor-agricola-na-ilha-das-flores/

About The Author

Related posts

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.