There are no ads, please add some

PSD/Faial reivindica mudança nas políticas de transporte aéreo nos Açores

O PSD do Faial considerou hoje essencial uma mudança nas políticas de transporte aéreo nos Açores, de forma a garantir uma melhoria da acessibilidade àquela ilha.

Em comunicado, o PSD/Faial admite que este é um assunto pelo qual tem vindo a debater-se e que já há muito que consideravam que a “Administração da SATA era, em conjunto com a orientação política do Governo Regional, um sério obstáculo à melhoria das acessibilidades aéreas à ilha”.

A propósito da nomeação de António Teixeira para a presidência do Conselho de Administração da SATA e da esperada recomposição daquele órgão, os sociais-democratas consideraram que, “além de mudar as pessoas, o Governo deve mudar as políticas de transporte aéreo, de forma a prestar um serviço que corresponda às necessidades do Faial, da sua população e da economia local”.

O vice-presidente do PSD/Faial, Eduardo Pereira, lembrou que os deputados regionais do partido já tinham manifestado desagrado pela recondução do anterior presidente da companhia aérea, Paulo Menezes, e que tanto os representantes do PSD no Conselho de Ilha do Faial como a oposição na Câmara da Horta contestaram as “opções da Administração da SATA e do Governo Regional, exigindo um melhor serviço da companhia aérea regional ao Faial e aos faialenses”.

Esta é uma questão que diz unir “toda a sociedade civil da ilha”, já que às reivindicações dos sociais democratas se juntaram às da Câmara do Comércio e Indústria da Horta, bem como a duas manifestações populares em frente à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

Eduardo Pereira ressalva que os trabalhadores da transportadora aérea, “apesar das dificuldades geradas por uma má gestão e políticas erradas, procuram minimizar os danos causados a passageiros e empresários, dando todos os dias o melhor de si. Esse é, certamente, um valioso capital para o futuro da companhia aérea regional”.

A reação do PSD/Faial surgiu no dia em que o Governo dos Açores anunciou um reforço de 27 milhões de euros no capital social da SATA Air Açores, o ramo da transportadora que garante a ligação entre as nove ilhas do arquipélago.

Apesar de ter tido um aumento das vendas de 14,2 milhões de euros, o grupo SATA SGPS encerrou o ano de 2017 com um prejuízo de 41 milhões de euros, um valor três vezes superior ao do ano anterior.

Lusa/Rádio Faial | Foto: PSD

About The Author

Related posts