There are no ads, please add some

PSD/Açores quer responsabilidades políticas no acidente com “Mestre Simão”

O deputado social-democrata no parlamento dos Açores Luís Garcia defendeu hoje a necessidade de se apurar responsabilidades políticas na sequência do acidente com o barco “Mestre Simão”, da operadora marítima Atlânticoline.

Para o parlamentar, citado numa nota de imprensa do PSD/Açores, “os responsáveis políticos que inauguram portos e adquirem navios não podem, perante os acidentes que ocorrem, empurrar as responsabilidades para outros, mesmo que seja para o infortúnio do mar”.

O encalhe do navio “Mestre Simão” no porto da Madalena do Pico, em janeiro, ficou a dever-se a um “infortúnio de mar”, que resultou da dimensão e da energia das ondas no local, conclui um relatório divulgado na segunda-feira.

“A nossa tese é que houve aqui um conjunto de ondas que deixaram o navio sem governo, aquilo a que os homens do mar designam por infortúnio do mar”, explicou Carlos Faias, presidente do Conselho de Administração da Atlânticoline, empresa proprietária do navio, em conferência de imprensa na Horta.

Para Luís Garcia, as conclusões sobre o acidente “comprovam e reforçam a necessidade de se estudar a operacionalidade dos portos de transporte de passageiros da região, prioritariamente os portos das ilhas do denominado Triângulo (Faial, Pico e S. Jorge)”, tal como propôs o grupo parlamentar do PSD/Açores através de um projeto de resolução recentemente apresentado.

O social-democrata referiu que o estudo deve definir as condições limites em termos meteorológicos e de agitação marítima para cada cais/porto e navio, bem como avaliar os meios existentes e a implementar em cada cais/porto que “permitam o fornecimento de informação técnica fiável aos mestres das embarcações de passageiros e de viaturas com vista a apoiar as suas decisões”.

“A recomendação deste relatório da Atlânticoline para que seja instalada uma câmara no porto da Madalena, para que seja possível aos mestres, à saída da Horta, anteverem as condições de mar no local, é apenas mais uma evidência da necessidade do estudo proposto pelo PSD/Açores”, disse.

De acordo com o deputado, os incidentes e acidentes ocorridos no transporte marítimo de passageiros e de viaturas nos portos do Triângulo, nos últimos anos, com a entrada em funcionamento de novas infraestruturas e de novos navios, “provam que esta operação passou a estar confrontada com problemas e desafios novos que têm de ser enfrentados com objetividade e responsabilidade”.

Lusa/Rádio Faial | Foto: PSD

About The Author

Related posts