There are no ads, please add some

PS defende crescimento inclusivo, social e territorialmente equilibrado

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista valorizou, na Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, a aposta contínua no aprofundamento de políticas que visam reconhecer “a dignidade dos cidadãos em situação mais frágil e em maiores dificuldades”.

De acordo com Graça Silva, deputada do PS, o Programa de Governo, que está em discussão na cidade da Horta, reforça “as medidas de apoio ao rendimento das famílias e também promove a mobilização de todos os agentes da sociedade civil para a promoção da inclusão, conseguindo mais crescimento, com melhor emprego e mais igualdade na Região”

“Às políticas públicas caberá sempre um papel indispensável de defesa de equilíbrios sociais e de combate às desigualdades. Um crescimento inclusivo, social e territorialmente equilibrado é uma das principais condições para a promoção da coesão social”, defendeu a parlamentar.

Entre as medidas apresentadas destaque para a criação do Estatuto do Apoio ao Cuidador Informal, e os aumentos do Complemento Regional de Pensão, do COMPAMID e do Complemento Açoriano ao Abono de Família.

Nesta área infantil, foi ainda frisado, pela vice-presidente do Grupo Parlamentar Isabel Quinto, o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelos governos do PS nomeadamente com a operacionalização do Comissariado dos Açores para a Infância.

“Para o combate à pobreza e à exclusão social é necessária uma ação transversal, entre todas as áreas, numa visão integrada, com o compromisso e o envolvimento de todos”, acrescentou a deputada.

Por outro lado, Renata Correia Botelho salientou que os executivos liderados pela Partido Socialista têm acompanhado a implementação das políticas sociais dando como exemplo o trabalho da Estrutura de Missão de Acompanhamento ao Financiamento das Respostas Sociais nos Açores que tem estado junto das “instituições no sentido de rever o financiamento e de chegar sempre aos valores mais justos e mais adequados a cada circunstância”.

A deputada socialista vê ainda com bons olhos a criação de lares de acolhimento para jovens uma vez que “se têm verificado novos problemas nesta área que necessitam de intervenção”.

Texto/Foto: GI-PS/A | RF/RP

About The Author

Related posts