There are no ads, please add some

PJ desarticula alegado grupo suspeito de burlas

A Polícia Judiciária (PJ) deteve quatro suspeitos pela prática de burlas qualificadas ocorridas em Ponta Delgada, nos Açores, anunciou hoje a PJ.

Segundo um comunicado da PJ, o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada, com a colaboração da ULIC de Évora, no âmbito de uma investigação recentemente iniciada, “identificou e deteve duas mulheres e dois homens, pela presumível prática continuada de crimes de burla qualificada agravada”.

“Os suspeitos, depois de arrendarem e publicitarem um espaço destinado à instalação de uma «Clinica Espiritual», alegadamente especializada na resolução de problemas a pessoas em dificuldades, através de meios enganosos e aproveitando-se do estado de vulnerabilidade de algumas vítimas, levaram-nas a entregar-lhes valores superiores a cem mil euros, pretensamente para atos de benzedura e purificação, fazendo-lhes crer que lhes seriam posteriormente restituídos”, explica a PJ.

A polícia informa ainda que os alegados burlões, que “abandonaram apressadamente os Açores”, lesaram as alegadas vítimas com “gravidade nas suas esferas patrimoniais e deixando-as em situação económica difícil”, referindo que os suspeitos foram localizados no concelho de Évora, onde, presumivelmente, se prestavam para replicar esta atividade ilícita.

Os detidos têm idades compreendidas entre os 18 e os 52 anos.

Lusa/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados

About The Author

Related posts