There are no ads, please add some

Parlamento dos Açores quer que o Governo acautele postos de trabalho da COFACO no Pico

O parlamento dos Açores aprovou hoje, por unanimidade, uma resolução apresentada pelo PSD, para que sejam acautelados os postos de trabalho na COFACO, na ilha do Pico, durante o processo de construção da nova fábrica.

Marco Costa, deputado do PSD, explicou que a empresa já anunciou a intenção de construir uma nova unidade fabril, mas lembrou que esse investimento implica a suspensão temporária dos postos de trabalho das cerca de 200 operárias que ali trabalham.

“Dada a importância económica e social deste setor na ilha do Pico, esta situação deve merecer a máxima atenção dos governantes, em prol da salvaguarda e manutenção dos postos de trabalho da COFACO-Açores”, justificou o parlamentar social-democrata.

Paulo Mendes, deputado do Bloco de Esquerda, questionou também o Governo sobre se os investimentos na construção da nova unidade fabril, poderão ou não implicar despedimentos no futuro.

“Estamos a falar em 200 operárias e uma remodelação poderá passar pela redução de postos de trabalho”, argumentou o parlamentar bloquista, que pretende saber se o executivo socialista está em condições de garantir “que não haverá qualquer despedimento na unidade fabril da Madalena”.

Preocupações com o futuro dos postos de trabalho na COFACO, que foram também partilhadas por João Paulo Corvelo, do PCP, e Alonso Miguel, do CDS-PP.

Só que o secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Menezes, disse em plenário não ter informações, nesta altura, sobre qual será o futuro dos postos de trabalho na COFACO, prometendo, no entanto, estar “muito atento”.

“Não nos foi comunicado se vai haver despedimentos, se não vai haver despedimentos, nem como é que eles serão feitos. O que posso dizer é que, naturalmente, o Governo Regional vai estar muito atento”, garantiu o governante.

Apesar das explicações do executivo, todos os partidos com assento parlamentar (PS, PSD, CDS, BE, PCP e PPM), decidiram expressar a sua preocupação em relação à manutenção dos 200 postos de trabalho da COFACO na ilha do Pico.

Lusa/AO/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados

About The Author

Related posts