There are no ads, please add some

Parcerias com as Freguesias abrem caminho a respostas mais céleres e positivas

O presidente da Câmara Municipal da Horta defendeu esta quarta-feira, a promoção de parcerias ao nível do poder local, responsáveis por respostas mais céleres e positivas às pessoas. Na data em que se assinalou o Dia da Freguesia da Matriz e os 210 anos do nascimento do seu patrono – António José de Ávila, duque de Ávila e Bolama – José Leonardo Silva enalteceu a parceria realizada com aquela Junta de Freguesia, para a requalificação da envolvente à Torre do Relógio.
“A requalificação da envolvente à Torre do Relógio é um investimento inevitável mas simultaneamente representativo do trabalho que o poder autárquico é capaz de fazer, quando aposta e valoriza as parcerias locais”, disse o autarca, salientando que “na Matriz, como em todas as freguesias da ilha do Faial, com um investimento que ronda os 40 mil euros, encontra-se em curso a requalificação daquele espaço, para o tornar acessível a todos quantos o pretendam frequentar, instalando várias valências, incluindo zona de estar e de lazer.”
Valorizando as parcerias enquanto o meio mais eficaz de “fazer mais e melhor pelas pessoas”, José Leonardo Silva enalteceu, igualmente, o projeto “Presentes no Concelho”, que, garantiu, “permitiu-nos a nós Câmara, mas também às próprias juntas de freguesia que nos têm acompanhado, conhecer melhor as nossas instituições, as principais dificuldades de cada rua e de cada freguesia, num contacto direto com as pessoas, com as instituições e com as empresas e a ser-mos mais consequentes nas decisões que tomamos e mais proativos nas respostas que damos”.
Este projeto, a par das delegações de competências, que representam no atual mandato um investimento nas freguesias na ordem dos 3 milhões de euros, são outros meios para, em conjunto com as juntas do concelho, reconhecerem na Câmara da Horta aquela que efetivamente mais delega per capita nas suas 13 juntas de freguesia.
Relativamente aos investimentos em curso na freguesia da Matriz, José Leonardo Silva lembrou que se encontra em preparação “o maior investimento alguma vez realizado no Mercado Municipal, que entrará em fase de obras ainda no decorrer deste primeiro semestre”.
Para o Presidente da Câmara Municipal da Horta, este é “um investimento que já não será apenas para modernizar um mercado antigo mas para criar um verdadeiro centro de acolhimento empresarial, superior a 1 milhão de euros, e que transformará a dinâmica deste centro, inclusive também do ponto de vista cultural e social”.
Enquadrando a lógica do investimento, o autarca acrescentou, que a nova dinâmica será complementada com o próprio reordenamento do estacionamento da cidade, estando em curso a conclusão do projeto de criação de um parque de estacionamento na Rua de São João, cuja primeira prospeção ao terreno foi realizada há cerca de 3 semanas, e que integrará a primeira fase da frente mar da cidade da Horta: “São projetos importantes, num período ainda de grandes dificuldades, na consciência porém que no centro da cidade, e também aqui na freguesia da Matriz, há uma questão central que nos ocupa e preocupa, que tem a ver com a melhoria da nossa rede viária municipal” – disse.
José Leonardo Silva classificou o investimento na rede viária com fundos comunitários como “um processo mal conduzido junto das instâncias europeias”, obrigando o Município faialense a repensar toda a lógica de investimento nesta área, dado que a nossa rede viária tem uma extensão significativa e apresenta dificuldades conhecidas.
“Isso não quer dizer que tenhamos baixado os braços”, garantiu o autarca, “muito pelo contrário” e elencou alguns dos investimentos em fase adiantada de execução e que contam, exclusivamente, com meios próprios da autarca, que teve de se apetrechar para o efeito, de que são exemplos, a substituição da rede da Rua da Ramada, na Praia do Almoxarife, preparando-a para asfaltagem, a resolução do problema causado por um roto, na Rua Manuel Joaquim Dias, e uma asfaltagem de parte da Rua do Paiol, a adjudicação da reabilitação da Rua Francisca Cordélia de Sousa e de parte da Canada das Dutras, e a conclusão da requalificação do Largo do Bispo, no contexto do projeto “Horta Convida”.
José Leonardo Silva ainda recordou esse grande estadista que foi António José de Ávila, Duque de Ávila e Bolama, um homem que, garantiu, “esteve sempre ao lado da sua Terra e das suas gentes, não levantando apenas problemas, mas procurando todos os dias soluções à altura dos desafios que encontrou, como tem feito esta Câmara Municipal” e registou a comemoração do
Dia Internacional da Mulher, a 8 de março, enquanto uma oportunidade para “desenvolvermos políticas que combatam desigualdades que ainda existem em diferentes áreas da nossa vida social e coletiva”.
“Por essa razão, a 21 de outubro de cada ano, no concelho da Horta, assinalar-se-á o Dia Municipal “Viver em Igualdade”, defendendo-se a integração da perspetiva de género, de igualdade, de cidadania e de não discriminação nos diferentes domínios da intervenção pública e política. Só assim teremos uma sociedade mais justa, mais tolerante e mais atenta aos desafios que se lhe colocam.” – concluiu.

Texto/Foto: GI-CMH

About The Author

Related posts