There are no ads, please add some

Obras em curso nos portos dos Açores superiores a 30 ME

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, disse hoje que os investimentos em curso em portos do arquipélago são superiores a 30 milhões de euros, destacando a importância das obras para a operacionalidade e segurança.

Aos jornalistas, após visitar os trabalhos de requalificação do porto das Poças, em Santa Cruz das Flores, ilha onde hoje o executivo açoriano iniciou a visita estatutária, Vasco Cordeiro referiu que este “é um dos exemplos do investimento que está a ser feito em infraestruturas portuárias” na região.

“Temos neste momento a decorrer na região obras no valor superior a 30 milhões de euros”, referiu o governante, exemplificando com Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, ou São Jorge.

O chefe do executivo açoriano adiantou que está a decorrer igualmente o concurso público para a reparação do molhe da Madalena do Pico e que estão a ser ultimados outros procedimentos, como a intervenção no porto da Horta, na ilha do Faial, no porto de Pipas, na Terceira, e ainda no de Ponta Delgada (São Miguel).

Neste caso, trata-se do reperfilamento e da repavimentação.

Sobre a obra do porto nas Poças, cujo molhe atual é de 120 metros e passará a ser cerca de 300 metros, Vasco Cordeiro salientou que tem “uma grande vantagem para a melhoria das condições de operacionalidade, sobretudo naquilo que tem a ver com o transporte marítimo de passageiros entre as Flores e o Corvo”.

“Uma obra que tem também uma componente de melhoria de toda esta bacia em termos de abrigo, de proteção da orla costeira desta zona, que é também um dos objetivos que leva a esta intervenção”, referiu o presidente do Governo Regional.

Questionado sobre se está prevista no porto das Poças alguma estrutura de apoio aos passageiros, o responsável referiu que “é uma matéria que também está a ser analisada”.

“Aquilo que se torna relevante, que esta obra agora responde, é melhorar as condições de operacionalidade das embarcações que fazem esse tipo de transporte, reforçando as condições de abrigo e, por conseguinte, as condições de segurança”, apontou, para acrescentar que “um dos aspetos, depois, é a melhoria das condições em terra”.

Os trabalhos no porto das Poças, cujo dono de obra é a empresa pública Porto dos Açores, começaram a 01 de setembro de 2016, prevendo-se a sua conclusão a 31 de agosto de 2018. Está orçada em 8,4 milhões de euros.

O investimento visa melhorar a operacionalidade e segurança para as embarcações de passageiros, para as empresas marítimo-turísticas e frota de pesca.

A obra contempla ainda a proteção da falésia adjacente, atualmente em “erosão acentuada”, o que coloca em perigo cerca de dez imóveis, foi anunciado no decurso da visita.

No futuro, será construído um novo quebra-mar, o que permitirá a acostagem de embarcações.

O Governo dos Açores iniciou hoje a visita estatutária à ilha das Flores, do grupo ocidental do arquipélago, cumprindo, desta forma, a imposição do Estatuto Político-Administrativo da região.

O estatuto determina que o executivo regional visite cada uma das ilhas do arquipélago pelo menos uma vez por ano e que o Conselho do Governo se reúna na ilha visitada.

Lusa/Rádio Faial | Foto: Direitos Reservados

About The Author

Related posts