There are no ads, please add some

“O Natal é das Crianças”…Na minha opinião

O Natal é uma época com uma vida própria, um cheiro próprio, uma alegria no ar, que não se sabe explicar bem o porquê (alegria na generalidade das pessoas…que às vezes com muito, ou com pouco têm um sorriso).

O Natal é da família, pequena ou grande, com o cão ou sem o gato, é um momento de reunião, de união, cumplicidade entre pessoas que se amam, se juntam para celebrar a família, e o privilégio de estarem juntas, nem sempre com saúde, mais a cambar, mas com o prazer genuíno que esta época traz de diferente (pelo menos é o que sentem alguns/algumas)…

As crianças vivem com entusiasmo este momento, desde as decorações natalícias em casa, o contexto escolar, lugar privilegiado para interiorização de valores, e recuperação de velhas tradições, as musicas nas ruas, a cidade enfeitada, as montras apelativas com grandes cores, dando enfoque ao vermelho, ao branco, ao dourado, ao verde…o sorriso das crianças a escreverem a carta ao Pai Natal…que bom que era se todos/as ainda acreditássemos no Pai Natal…na bondade, na humanidade, na generosidade, na cumplicidade…os tempos mudam, as vontades também…estamos num mundo prisioneiro de consumismo…não digo que não consumamos, ora bolas, um miminho so faz bem e massaja o ego…mas somos mais que isso, a vida é muito mais que isso, e o Natal deveria ser o espelho desta vontade de ser, em vez de ter…

Essa é a mensagem subliminar que devemos passar às nossas crianças, a todas as crianças…porque elas são quem erguem o futuro do mundo…se não houver transmissão de uma pequena semente que seja de valores, de tradições, de união, família (seja ela qual for, há família quando há afecto), então estamos todos condenados ao fracasso enquanto sociedade…o vazio instala-se, a podridão corrói, a beleza da vida murcha e o ser humano fica oco de afectos…como o cão sem dono, que procura abrigo, sem saber para onde vai…

O Natal tornou-se uma época desenfreada de acesso ao consumo rapido, à compensação do vazio emocional, através de bens materiais…que compensam, mas so até ao momento que voltam a não compensar, ou seja , é um nanosegundo de compensação…então que tal aproveitarmos melhor estes dias, entregarmo-nos ao convívio uns com os outros 65% refletirmos um pouco sobre o nosso caminho de vida 30%, e comprarmos uns miminhos para quem mais amamos, ou para aqueles que achamos que precisam da nossa atenção 5%…

Feliz Natal e Boas Entradas!

Vemo-nos em 2019!

P.S. – “Alimenta todos os dias com um pequeno gesto que seja, a criança que há em ti…essa de certeza acredita no Pai Natal…quem sabe assim também podes acreditar?..faz um esforço”

Carla Mourão

About The Author

Related posts