There are no ads, please add some

O investimento no Porto da Horta é estruturante para o Faial, afirma Ana Luís

A candidatura do Partido Socialista pela ilha do Faial reuniu, esta segunda-feira, com a empresa Portos dos Açores no sentido de se inteirar dos investimentos que serão realizados no Porto da Horta.

“Este é um processo que já foi iniciado com o lançamento do procedimento de contratação pública, no passado dia 26 de setembro, com um valor significativo, sendo o preço base de 14 milhões de euros. Esta empreitada tem em conta que, por razões relacionadas com a elegibilidade a financiamento aos fundos comunitários disponíveis neste âmbito, a requalificação e reordenamento geral foram separados em três projetos diferenciados”, explicou Ana Luís.

De acordo com a candidata, o procedimento lançado visa a vertente da obra portuária, na sua dimensão mais comercial, diretamente relacionada com a transação de mercadorias e de todas as atividades a ela inerentes, tendo ficado a cargo da Portos dos Açores.

Ana Luís afirma ainda que “a empreitada de construção de um edifício de apoio às atividades marítimo-turísticas será lançada pela Direção Regional do Turismo após a conclusão do processo de pareceres que entretanto foi já iniciado”

“Já a Direção Regional das Pescas lançará a empreitada de melhoria das condições de segurança e operacionalidade do Núcleo de Pescas que incluiu um cais de descarga do pescado, estrutura flutuante para a frota e a aquisição de um travelift com capacidade para alar embarcações até 75 toneladas”, disse a candidata.

Segundo Ana Luís, está a ser estudada a “melhor solução, por falta de enquadramento comunitário, a adotar para a implantação de uma estrutura flutuante na zona do saco do porto da Horta, que se destina a garantir uma ampliação efetiva da Marina da Horta para Sul, com objetivo de melhor servir a estadia das embarcações de recreio que demandam aquela infraestrutura”.

“Sabemos das necessidades das nossas famílias e das nossas empresas, mas também continuamos a trabalhar para encontrar as melhores soluções para os projetos estruturantes para a ilha do Faial. Este é um bom exemplo.”, concluiu Ana Luís.

Texto/Foto: GI-PS/Faial

About The Author

Related posts