There are no ads, please add some

“O Governo Regional socialista finge que tudo está bem nos Açores”

O PSD/Açores acusou hoje o governo regional socialista de “fingir que tudo está bem nos Açores. Se o governo diz que governa tão bem, que tem tantos programas para apoiar os açorianos, então como é que a Região apresenta os resultados sociais e económicos que todos conhecemos”, disse o deputado António Ventura, em resposta a uma declaração política do partido que suporta o executivo.

 “O PS faz de conta que nada se passa, e aumenta o seu governo, aumenta as nomeações do seu governo, engorda a sua máquina administrativa, enquanto os açorianos estão visivelmente mais pobres. Enquanto temos a maior taxa de Rendimento Social de Inserção (RSI) do país, a maior taxa de desemprego, e tantos açorianos sem médico de família”, lembrou o social-democrata.

 António Ventura elencou áreas e realidades da atual situação regional, recordando que “este governo regional recebeu mais 126 milhões de euros de impostos em 2013, mas temos o triplo de beneficiários do RSI. É a este governo regional que resta dinheiro nas contas públicas, mas temos a maior taxa de desemprego do país, o que nos envergonha”, afirmou.

 “Foram mais de 3 mil milhões de euros de fundos comunitários recebidos entre 2000 e 2013, e temos os piores resultados de Educação do país, com tanto insucesso e tanto abandono escolar. Temos um programa de apoio às ilhas da coesão, e sete ilhas a ficarem despovoadas e envelhecidas”, realçou o parlamentar.

 “E estamos mais pobres naquilo que produzimos, com o próprio governo regional a reconhecer os riscos de marginalização da agricultura entre 2007 e 2013, com tantos milhões de apoios a entrarem nos cofres da Região. Este é o governo que se diz preocupado com os mais desfavorecidos, mas que corta nos apoios às IPSS”, disse António Ventura.

 O social-democrata reforçou que “este é o governo que temos. O governo que não governa nos Açores. E a Autonomia, bem como as continuadas queixas em relação à República, não podem continuar a ser uma desculpa para essa forma de não governar”.

 António Ventura criticou ainda “a necessidade do PS, através do seu líder parlamentar, de vir defender o respeito à presidente da Assembleia Legislativa, quando foi o próprio presidente do governo regional quem inaugurou esse desrespeito. Faz lembrar aqueles presidentes dos clubes que vêm defender os seus treinadores, antes de os despedirem”, afirmou.

 “Aliás, a forma como o deputado Berto Messias acabou a sua intervenção, insultando o maior partido da oposição, sem fazer caso dos avisos da senhora presidente pelo tempo excedido, é bem elucidativo dessa falta de respeito”, concluiu o deputado do PSD/Açores.

TEXTO: GI-PSD A | FOTO: GI-PSD A

About The Author

Related posts

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *