There are no ads, please add some

“Nos Açores insistimos em apoiar os mais desfavorecidos”, sublinha o Grupo Parlamentar do PS

O Governo dos Açores, suportado pelo PS, está a “apoiar os mais desfavorecidos, dando cumprimento ao nosso compromisso de não deixar ninguém para trás”, realçou a deputada Graça Silva do Grupo Parlamentar do PS Açores lamentando que alguns partidos da oposição optem por uma “leitura enviesada das estatísticas”.

Referindo-se ao aumento de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI), a deputada lamentou que o PSD tenha procurado “imputar ao Governo dos Açores a responsabilidade de uma situação que foi gerada pelo anterior Governo da República do PSD”.

“O governo da República do PSD cortou direitos às pessoas e aos agregados familiares mais vulneráveis e, por isso, os números do RSI baixaram, artificialmente; o novo Governo da República do PS veio repor estes direitos e, naturalmente, os números voltaram a subir. Mas isso não quer dizer que estejamos pior; quer dizer que estamos a apoiar mais os que mais necessitam. O que é lamentável é a tentativa de aproveitamento político que o PSD está a tentar fazer”, frisou Graça Silva.

A deputada socialista lamentou ainda que a análise feita pelo PSD/Açores “não tivesse tido em conta a composição demográfica da Região, nomeadamente, o facto de os Açores serem “uma das regiões do país com maior número de menores por agregado”, optando por omitir, que “foi também o anterior Governo da República do PSD que reduziu o peso que cada criança tinha no cálculo dessa prestação, tendo-se verificado uma redução de apoios na ordem dos 40%, prejudicando ainda mais as famílias Açoriana‎s”.

De acordo com Graça Silva “trata-se de uma avaliação simplista”, considerando que “como os agregados familiares dos Açores são maiores e têm, em média, mais crianças do que as famílias do continente, é natural que o aumento de beneficiários do RSI seja mais significativo na Região do que em outras regiões do país.”

Para a deputada é igualmente lamentável que, “para além da variação observada na Região acompanhar a tendência nacional”, foi ignorado o facto de “os Açores serem a região com o valor mais baixo de RSI por beneficiário, com cerca de 80 euros contra os cerca de 111, a nível nacional”.

“O PS irá continuar a defender os justos apoios a quem mais necessita, às nossas famílias carenciadas, e nunca o corte de apoios sociais, como o PSD se orgulha de fazer”, finalizou Graça Silva do GPPS.

Texto/Foto: GP-PS/A | RP

About The Author

Related posts