There are no ads, please add some

Menos turistas nas ilhas do triângulo em 2014

A época alta do turismo está a menos de um mês de terminar e já é possível fazer um balanço.

O primeiro semestre deste ano revela que o fluxo turístico está mais fraco em relação ao ano anterior, há menos gente a viajar e  menos procura.

Carlos Morais, um dos dirigentes da Câmara do Comércio e Industria da Horta (CCIH), revela que os investimentos foram feitos na perspetiva de que o turismo iria aumentar nos Açores e o que se notou foi uma quebra no setor do turismo nas ilhas centrais, nomeadamente nas ilhas de abrangência da CCIH: Faial, Pico, Flores e Corvo. Esta situação está “um pouco em contra círculo com as outras partes da Região e é um assunto que tem que ser analisado com algum cuidado” explica Carlos Morais.

Apesar dos resultados desampotarem os empresário, Carlos Morais ainda acredita nas potêncialidades do Triângulo.

Na opinião do dirigente, este conjunto de ilhas tem um potêncial imenso, já  que acaba por ser um destino só e dá a oportunidade às pessoas de se mobilizarem e terem uma semana de férias com várias ocupações nas três ilhas.

Uma das semanas que trás mais gente à ilha do Faial é a Semana do Mar e é nesta altura que há mais procura, quer a nível da hotelaria quer da restauração-

Carlos Morais acredita que esta semana deve ser mudada de data e de espaço”: “é uma opinião minha já conhecida há muitos anos e que continuarei a defender, porque se anteciparmos esta festa poderíamos, em termos turísticos, prolongar muito mais o turismo nestas ilhas, porque  agosto é um mês que turisticamente é de excelência”.

Esta seria uma das forma de potenciar os meses que antecedem a semana do Mar e traria mais vantagens para o setor hoteleiro e de restauração, entende ainda.

O setor turístico é um dos mais afetados pela atual conjuntura económica. Para Carlos Morais, e apesar  e o da falta de emprego continua a existir falta de pessoal formada que queira enveredar por esta área.

A sazonalidade do setor ´r para o empresário um fator que leva os jovens formados na área a procurar outra ocupação.

Em relação aos apoios neste setor, Morais entende que, o Governo Regional tem criado bastantes incentivos, mas a questão mais pertinente  são os transportes aéreos, que fazem algum bloqueio ao desenvolvimento do turismo, nomeadamente às ilhas do Triângulo. Os empresários estão expectantes quanto  à abertura do espaço aéreo e redução das tarifas aéreas agendadas para abril de 2015.

http://www.tribunadasilhas.pt/index.php/local/item/8543-menos-turistas-nas-ilhas-do-tri%C3%A2ngulo-em-2014

About The Author

Related posts

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *