There are no ads, please add some

Mau tempo provocou 27 ocorrências nos Açores

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores registou 18 ocorrências, a maioria relacionada com danos em habitações, devido ao mau tempo que assola o arquipélago desde a noite de quarta-feira.

Segundo dados daquele serviço, as situações ocorreram em seis ilhas, dos grupos ocidental e central do arquipélago que estão sob aviso meteorológico vermelho devido ao vento.

Dos 18 incidentes registados entre as 20:00 e cerca das 23:30 locais (mais uma hora em Lisboa) de quarta-feira, 13 reportam-se a danos em casas e, destes, sete tiveram lugar na ilha do Faial.

Há, ainda, registo de quedas de árvore e uma inundação em via pública.

O IPMA colocou sob aviso vermelho as ilhas das Flores e do Corvo (grupo ocidental) que estendeu depois às ilhas do Faial, Terceira, Graciosa, São Jorge e Pico (grupo central) até às 05:00.

O aviso vermelho representa uma situação meteorológica de risco extremo.

Segundo a meteorologista Rita Mota, da Delegação Regional dos Açores do IPMA, foi registada na estação do aeroporto da Horta, na ilha do Faial, uma “rajada máxima de 150 kms/hora entre as 20:30 e as 21:00 locais de quarta-feira”.

Dado prever-se que a mesma situação possa ocorrer nas outras ilhas do grupo central, em especial na Graciosa e Terceira, o IPMA elevou para vermelho o aviso.

No Corvo, a rajada máxima de vento, de 147 kms/hora, foi registada pelas 20:30 de quarta-feira, adiantou Rita Mota.

Para o grupo ocidental, vigora também um aviso laranja até às 02:00 para vento e outro até às 05:00 para agitação marítima.

O grupo central está, igualmente, sob aviso amarelo para vento, precipitação, trovoada e agitação marítima, que se prolonga até ao final da manhã de hoje.

No grupo oriental, as ilhas de São Miguel e Santa Maria estão, igualmente, sob aviso amarelo para vento (rajadas até 100 kms/hora) e precipitação e trovoada, sendo previsível aguaceiros, por vezes fortes, até às 05:00.

O aviso laranja é o segundo mais grave de uma escala de quatro e indica situação meteorológica de risco moderado a elevado. Já o aviso amarelo, o terceiro mais grave, indica situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Devido ao agravamento das condições meteorológicas, quatro portos dos Açores estão encerrados a toda a navegação: Lajes e Madalena, na ilha do Pico, o porto da Casa, no Corvo, e o das Poças, nas Flores.

Texto/Foto: AO/Eduardo Resendes | RF/RP

 

About The Author

Related posts