There are no ads, please add some

Líder do PSD/Açores saiu “confiante” de reunião com administração da Cofaco

O líder do PSD/Açores, Duarte Freitas, reuniu-se hoje com a administração da conserveira Cofaco e mostrou-se confiante no final do encontro, garantindo ter recebido o “compromisso” de investimento numa nova fábrica na ilha do Pico.

Em nota enviada às redações, o PSD/Açores indica que o encontro – que não tinha sido anunciado à imprensa – se deu em Braga, e o líder dos social-democratas açorianos salienta que “da parte da administração ficou a garantia de que, se houver aprovação do projeto no primeiro trimestre deste ano, a nova fábrica da Cofaco no Pico entrará em funcionamento até ao final 2019”.

E concretizou: “Saímos confiantes desta reunião, na medida em que a administração da Cofaco confirmou o compromisso de investir na construção de uma nova fábrica no Pico”.

Duarte Freitas reuniu-se com os responsáveis da conserveira, dona, por exemplo, da marca Bom Petisco, e no encontro esteve também o presidente da Câmara Municipal da Madalena e da comissão política do PSD da ilha do Pico, José António Soares.

O “sucesso” do investimento da Cofaco no Pico “depende agora da celeridade e agilidade do Governo Regional na aprovação da candidatura”, diz o líder do PSD/Açores na nota enviada aos jornalistas.

Na segunda-feira ficou a saber-se que os representantes da empresa recusaram duas propostas dos trabalhadores para a realização de uma ação de ‘lay-off’ e sua integração na eventual construção de nova fábrica na ilha do Pico.

A conserveira anunciou no início de janeiro o despedimento da totalidade dos trabalhadores na fábrica do Pico, prometendo a readmissão no futuro da maioria dos quadros.

Foi através do Sindicato de Alimentação, Bebidas e Similares, Comércio, Escritórios e Serviços dos Açores que se soube, em 09 de janeiro, que a administração da conserveira se havia reunido com os trabalhadores da empresa no Pico para os informar de que todos seriam despedidos – com direito a indemnização e fundo de desemprego –, deixando a Cofaco de laborar naquela ilha até à construção de uma nova fábrica.

Logo aí ficou junto dos trabalhadores uma “promessa verbal” de que quando a nova fábrica estiver concluída, o que poderá acontecer “entre 18 meses e dois anos”, a maioria dos quadros seria readmitida.

No seguimento da reunião de hoje com a administração da Cofaco, o líder do PSD/Açores apontou ainda o dedo ao Governo Regional dos Açores, liderado pelo socialista Vasco Cordeiro, pela “falta de estratégia para o setor das pescas, em particular na área do atum, bem como à falta de investimento em infraestruturas há muito reivindicadas nos portos”.

“Torna-se imperativo que, de uma vez por todas, exista uma estratégia para as pescas na região e investimentos nas infraestruturas portuárias, mas também que o plano de ação proposto no parlamento pelo PSD/Açores seja aprovado e posto em prática”, afirmou o social-democrata Duarte Freitas.

Lusa/Rádio Faial | Foto: PSD

About The Author

Related posts