There are no ads, please add some

“Governo prometeu passar Bienal de Turismo Rural a evento anual ao mesmo tempo que acabou com ela” critica o CDS/PP

A Deputada do CDS-PP Catarina Cabeceiras lamentou, esta quarta-feira, que, apesar de o Governo Regional ter prometido passar a realizar anualmente a Bienal de Turismo Rural dos Açores, em vez de ter concretizado o seu compromisso tenha deixado de a promover, pura e simplesmente, em 2014, questionando o executivo socialista sobre os motivos de ter anunciado uma coisa ao mesmo tempo que acabou com ela.

Num requerimento entregue no Parlamento Regional, a deputada popular eleita pela ilha de São Jorge lembra a importância do turismo de natureza enquanto “imagem de marca da nossa Região, promovendo os Açores o que é único e nos diferencia enquanto destino turístico”, referindo ainda o impacto positivo que a iniciativa tinha em termos da economia da ilha.

“O evento tem trazido, ao longo dos anos, inúmeros especialistas regionais, nacionais e estrangeiros aos Açores, dando um enorme contributo ao setor pela partilha de conhecimento e experiências, sendo uma oportunidade para o aparecimento de novos projetos, assim como forma de promoção desta tipologia de turismo. Este tipo de iniciativa, para além de todas as mais-valias associadas, tem-se realizado na Ilha de São Jorge, na chamada época baixa, sendo este também um contributo, direto e indireto, para a projeção da Ilha, bem como para a sua economia local”, afirma.

Ora, a promoção do destino de natureza dos Açores tem passado, ao longo dos anos, por inúmeras iniciativas, incluindo a realização da Bienal de Turismo em Espaço Rural, iniciativa do Governo Regional, através da Direção Regional do Turismo, em parceria com a Associação de Turismo em Espaço Rural – Casas Açorianas.

A última edição da Bienal de Turismo em Espaço Rural, decorreu de 16 a 19 de outubro de 2014, na Ilha de São Jorge, mas ainda antes, em junho de 2014, o então Secretário Regional do Turismo e Transportes, Vítor Fraga, afirmou que: “pela importância que esta vertente tem para o desenvolvimento do sector do turismo na Região e porque queremos que os encontros sobre este tema nos Açores se afirmem e sejam uma referência a nível nacional e internacional, a partir deste ano, este momento de debate, de troca de experiência, de darmo-nos a conhecer a todos quantos vendem o destino nos nossos mercados emissores, passam a ser realizados com periodicidade anual, aqui na ilha de São Jorge”.

Estranhamente, de 2014 para cá nunca mais se realizou o evento, colocando em causa, entre outras, o debate de temas variados, ideias, experiências, projetos e desafios colocados no setor do turismo, nomeadamente no espaço rural, gerando-se dinâmicas entre diversas áreas e setores de atividade turística.

Nestes termos, Catarina Cabeceiras questiona o executivo socialista sobre se “tem o Governo Regional a pretensão de realizar a “Bienal” do Turismo em Espaço Rural, na Ilha de São Jorge?” e, em caso de resposta afirmativa, “qual a data de realização do referido evento?”.

O CDS-PP quer ainda saber “quais os motivos que levaram o Governo Regional a interromper a realização de tão importante evento para o Turismo Rural Açoriano e para a nossa economia, em geral, e mais em particular da Ilha de São Jorge?”, bem como se “entende que este tipo de evento continua a ser de relevância para a projeção do Turismo de Natureza nos Açores?”.

Por fim, os democratas-cristãos perguntam se a “Bienal” “será ou não um evento anual, conforme o compromisso, assumido em junho de 2014, pelo Secretário Regional Vítor Fraga?”.

About The Author

Related posts