There are no ads, please add some

Gestor público que “manipula dados” não pode continuar à frente da SATA

O PSD/Açores considera que Paulo Menezes, presidente do conselho de administração da SATA, “não tem condições” para continuar à frente da empresa pública por ter deliberadamente “manipulado informação” quando procurou justificar o não aumento das ligações diretas da Azores Airlines entre a Horta e Lisboa nos meses de julho e agosto.
Em novembro, Paulo Menezes alegou que, de outubro de 2015 a setembro de 2016, a SATA teve “95 voos com uma taxa de ocupação abaixo dos 50%” e que, face a estes números, a companhia aérea entendia não aumentar as ligações naquela rota.
Mas a taxa de ocupação média anual da rota Horta-Lisboa foi de 79% em 2015 e 75% em 2016, de acordo com os dados facultados este mês pelo Governo regional, em resposta a um requerimento do grupo parlamentar do PSD/Açores entregue em dezembro último.
Além disso, o registo dos voos naquela rota atesta que não há, no período considerado pelo presidente do conselho de administração da SATA, um único mês com taxa de ocupação inferior a 50%.
“Paulo Menezes não só preferiu escolher cirurgicamente 95 voos para sustentar uma decisão que já estava tomada, quando no período que invocou a SATA Internacional fez 629 voos, como também decidiu não utilizar a taxa de ocupação média anual, o indicador natural usado nestas situações”, explica Luís Garcia, deputado do PSD/Açores.
Para o PSD/Açores, é “grave” quando um gestor público de uma empresa pública “manipula deliberadamente os dados para justificar uma decisão contestada”, neste caso, na ilha do Faial.
“A manipulação e deturpação dos números é absolutamente condenável. Para o PSD/Açores a seriedade e a credibilidade são essenciais no exercício de cargos gestores públicos. Um administrador público que manipula e manobra números a seu belo prazer, que não diz toda a verdade e que omite informação não tem, na nossa perspetiva, credibilidade e confiança para continuar à frente dos destinos da SATA”, afirmou Luís Garcia, à saída da audição a Paulo Menezes na Comissão de Economia.
Neste sentido, o grupo parlamentar do PSD/Açores votou contra o parecer da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores de indigitação do presidente do conselho de administração da SATA para o segundo mandato, por nomeação do governo regional.
Texto/Foto: GI-PSD/Açores

About The Author

Related posts