There are no ads, please add some

“Gestão séria e estratégica da Câmara da Horta, reduz dívida em 46,2%”, afirmou José Leonardo Silva

A Câmara Municipal da Horta reduziu, em 46,2%, o nível de endividamento no atual mandato, ao mesmo tempo que, através de uma gestão equilibrada e séria, contribuiu para a economia local, fechando o ano económico de 2016, sem dívidas a fornecedores locais e com saldo positivo de 436.245,20€, pela primeira vez depois do 25 de abril.

Em conferência de imprensa de apresentação pública das contas do Município, José Leonardo Silva destacou, ainda, a redução do passivo municipal, em cerca de 1 milhão de euros, só em 2016, e redução do nível de endividamento global (incluindo a Urbhorta), também a reduzir, no quadro do atual mandato autárquico, em 41,3%.

Para José Leonardo Silva, estes dados permite afirmar que “mesmo num período de grande dificuldade, a Câmara Municipal conseguiu contribuir para um maior equilíbrio social no concelho, apresentar uma gestão equilibrada e um investimento claro na economia local”.

“O facto de apresentarmos um resultado líquido positivo, prepara a Câmara Municipal para os desafios do futuro porque é importante que a Câmara Municipal continue com uma gestão séria, que faça tudo para investir todo o euro poupado”, salientou José Leonardo Silva.

O Presidente da Câmara afirmou, ainda, que o prazo médio de pagamento do mandato era, em 2013, de 120 dias, estando agora nos 17 dias, e que, pese embora o aumento de competências e as alterações nos financiamentos, a ausência de verbas comunitárias para estradas ou os novos impostos lançados sobre as autarquias, como o FAM, “realizámos uma boa gestão dos recursos municipais e não tirámos, nem um cêntimo às freguesias, ainda investimos foi em novas formas de as apoiar”.

“A Câmara Municipal tem trabalhado sempre, não apenas por ser ano de eleições!”, salientou o autarca, que assumiu os compromissos cumpridos, dizendo ““Presente” num período de dificuldades, não virando a cara aos problemas, com seriedade e sem demagogias, com “Ambição” e com “Dedicação”, ouvindo as pessoas e encontrando mecanismos que facilitem o acesso à sua Câmara Municipal e ao envolvimento nos processos que são de todos”.

Texto/Foto. GI-CMH

About The Author

Related posts