There are no ads, please add some

Frente Mar na última fase de projeto tendo em vista o concurso público de adjudicação

A Câmara Municipal da Horta aprovou, esta quinta-feira, em reunião daquele órgão, a versão final do projeto base para a requalificação da frente mar da cidade da Horta. O projeto base, alvo de análise técnica e pareceres externos por parte de cerca de duas dezenas de entidades, será agora devolvido ao consórcio projetista para a preparação do projeto de execução, visando o lançamento da obra a concurso público.

O projeto de execução, que terá agora lugar, tem a duração prevista de 100 dias, cerca de três meses e meio, sendo devolvido à Câmara Municipal, órgão competente para a sua aprovação e autorização do procedimento de concurso.

Durante os próximos 30 dias, a contar do próximo dia 21 de março, qualquer munícipe poderá consultar no portal da autarquia, em www.cmhorta.pt, ou diretamente nos serviços técnicos da Câmara Municipal da Horta, o projeto base e, ainda pronunciar-se sobre o mesmo, sendo posteriormente avaliada a pertinência dessa mesma participação.

Na ocasião, o Presidente da Câmara Municipal da Horta destacou o trabalho de acompanhamento que tem sido realizado pelos técnicos da autarquia em articulação com o consórcio que se tem feito representar por cerca de uma dezena de técnicos de áreas diversas e considerou que estamos perante um processo que é de todos os faialenses e que por isso deve merecer o envolvimento de todos nas suas diversas fases.

O projeto base foi entregue pelo Consórcio projetista à autarquia faialense a 14 de agosto de 2015, data desde a qual esteve em verificação e análise técnica e em recolha de pareceres externos em mais de duas dezenas de áreas de especialidade diversa, entre as quais mobilidade urbana sustentável, espaços públicos qualificados, sustentabilidade ambiental e eficiência energética, pavimentos e mobiliário urbano, vegetação, iluminação pública, infraestruturas, estruturas temporárias da Semana do Mar, parques de estacionamento, ordenamento viário, edificado, património e reabilitação urbana, atividade económica e turismo, entre outros.

Texto/Foto: GI-CMH | Rádio Faial

About The Author

Related posts