There are no ads, please add some

Foi assinado o auto de consignação da Frente Mar na ilha do Faial

Foi assinado ontem, o auto de consignação daquela que será a primeira unidade de execução da obra da Frente Mar na ilha do Faial.

Assim, e nos próximos 300 dias, serão intervencionados o adro da Igreja das Angústias, o Parque de Estacionamento coberto da Rua de São João e o Largo do Infante.

A empreitada foi adjudicada à empresa Pedro Serôdio Engenharia, está orçada em um milhão e quatrocentos e cinquenta e seis mil euros, já com iva incluído.

Para José Leonardo Silva, trata-se de “um projeto que vai de facto virar cada vez mais a nossa cidade ao mar e abrir a Marina à cidade”, resultando numa “obra que vai marcar a ilha do Faial e a cidade da Horta para o futuro”.

“Estamos hoje a dar o pontapé de saída naquela que será a primeira unidade de execução de uma das maiores obras de sempre da ilha do Faial. Todo este processo, que envolveu os faialenses como em nenhuma outra obra pública, com sessões de consulta pública onde todos os faialenses tiveram a oportunidade de apresentar as suas sugestões e propostas a serem enquadradas no programa base de conceção, é o culminar de longos meses de trabalho em prol do Faial e da nossa cidade”, frisou José Leonardo Silva.

O presidente da Câmara da Horta considera esta intervenção como fundamental para potenciar a cidade da Horta, “estamos a abrir a nossa cidade ao mar e a abrir a marina à cidade”.

O autarca entende que “ é preciso que as várias entidades e todos os faialenses se unam em torno daquele que é o principal desafio ao nosso desenvolvimento porque todos temos um papel fundamental na mudança de paradigma que queremos para a nossa maior sala de visitas que é a Avenida 25 de Abril, para o revitalizar da nossa cidade e, claro está, para a criação de maior economia para o Faial”.

Na ocasião, o Presidente da Câmara Municipal da Horta destacou o trabalho de acompanhamento que tem sido realizado por todas as entidades envolvidas e pelos técnicos da autarquia em articulação com o consórcio que se tem feito representar por cerca de uma dezena de técnicos de áreas diversas e considerou que estamos perante um processo que é de todos os faialenses e que por isso deve merecer o envolvimento de todos nas suas diversas fases.

A primeira unidade de execução compreende, conforme já referido, a requalificação do Largo do Infante, que continuará a manter a sua funcionalidade enquanto praça, mas merecerá a inclusão de uma estrutura de apoio, com função polivalente com maior ligação visual com a frente mar.
Por outro lado, o adro da Igreja das Angústias abrir-se-á a quem entra na cidade proveniente do Sul da ilha, retirando os seus muros e requalificando toda a envolvente para que ganhe a dimensão de uma verdadeira praça.
O projeto do parque de estacionamento, da autoria do arquiteto Pedro Garcia, contempla cerca de 140 lugares, em três pisos, dois dos quais cobertos, com o terceiro em terraço coberto com pérgula vegetal, favorecendo a interligação dos utilizadores com as ruas de São Bento, Carmo e Rua de São João e será de utilização gratuita.

Video Apresentação

CMH/Rádio Faial | Foto: CMH

About The Author

Related posts