There are no ads, please add some

“Escola do Mar dos Açores ficará pronta dentro de um ano”, disse Gui Menezes

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia, Gui Menezes, disse que a Escola do Mar dos Açores, obra orçada em 4,5 milhões de euros, deverá estar pronta dentro de um ano.

O governante, que foi hoje ouvido na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa dos Açores, reunida na Horta, a propósito das propostas de Plano e Orçamento do Governo para 2017, lembrou que as obras estão a decorrer a bom ritmo e que as aulas podem já arrancar em 2018.

“Estamos a contar que no início de 2018 estejamos prontos a inaugurar a obra e a iniciar os primeiros cursos de formação”, insistiu o titular da pasta do Mar, departamento que irá contar com uma dotação de 59 milhões de euros para este ano, mais 20% do que no ano passado.

Confrontado com a existência de um alegado diferendo entre o Governo e a Universidade dos Açores, que terá recusado ser parceria da Escola do Mar, Gui Menezes disse que o assunto está ainda a ser “conversado” entre as partes.

“Essa situação está a ser conversada com a Universidade. Julgamos que em breve isso será ultrapassado, mas eu gostaria de destacar que isso não é o fundamental. O fundamental, nesta fase, é a conclusão da obra, a operacionalização dos cursos e a aquisição de equipamentos necessários”, adiantou o secretário regional do Mar.

O governante destacou, por outro lado, a aposta do Governo na criação de condições para que se possam instalar na região vários projetos ligado à ciência, com o objetivo de dinamizar a economia regional.

“Vamos iniciar o projeto para a instalação na Horta do Centro de Aquacultura, que se pretende um pouco mais ambicioso”, exemplificou Gui Menezes, admitindo a possibilidade desse centro poder ser partilhado por outras empresas e centros de investigação.

O secretário regional do Mar, Ciência e Tecnologia salientou ainda os investimentos relacionados com a dinamização de projetos na área do Espaço e a construção do TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira.

Na área das Pescas, o governante destacou o plano de reestruturação da frota que está a ser preparado, no sentido de valorizar os produtos da pesca e assegurar um aumento do rendimento dos pescadores e armadores açorianos.

O Orçamento da Região para este ano, que será discutido e votado no Parlamento dos Açores em março, prevê ainda um investimento de 13 milhões de euros para a gestão e requalificação da orla costeira de várias ilhas, com vista à adaptação às alterações climáticas.

Uma das intervenções de maior monta, nesta área, irá decorrer em Rabo de Peixe, na costa norte da ilha de São Miguel, destinada à “proteção e estabilização das zonas costeiras”, e irá custar cerca de 2,8 milhões de euros.

Texto: Lusa / Açores 9 | Foto: Direitos Reservados | RP

About The Author

Related posts