There are no ads, please add some

Esclarecimento: “Cancelamento de cirurgias no Hospital da Horta”

Na sequência de um requerimento dos deputados do PSD eleitos pelo Faial sobre o cancelamento de cirurgias no Hospital da Horta devido às elevadas temperaturas, por falta de investimento no equipamento de arrefecimento de ar daquela unidade hospitalar, o Governo Regional, através da Secretaria Regional da Saúde, entendeu prestar esclarecimentos, não aos deputados, mas à comunicação social, contestando os termos do requerimento parlamentar e declarando que a Tutela não adiou a resolução do problema.

Face à informação prestada pelo Governo, importa esclarecer o que está em causa para se repor a verdade dos factos.

Em primeiro lugar, é ou não verdade que foram canceladas cirurgias no hospital da Horta no dia 18 de junho em virtude da elevada temperatura no interior de uma das salas do bloco operatório? Sim, é verdade, conforme admitiu à comunicação social a Secretaria Regional e a Administração do Hospital, acrescentando-se que foram também canceladas cirurgias em pelo menos mais um dia da semana passada (21 de junho), cancelamentos que se repetiram de novo ontem, 27 de junho, pelos mesmos motivos.

Esta é a primeira vez que são canceladas ou adiadas cirurgias no Hospital da Horta pelos mesmos motivos? Não, pois no verão de 2015 foram canceladas ou adiadas 80 cirurgias pela avaria do equipamento de arrefecimento de ar, número que o Governo veio a admitir na resposta a requerimento do PSD.

É ou não verdade que a temperatura elevada constitui um fator de risco acrescido para a atividade hospitalar, agravando o risco de infeção, em especial no decurso de atos cirúrgicos? Sim, e é por isso mesmo que os clínicos responsáveis optaram por cancelar estas cirurgias.

É aceitável que se obriguem os profissionais e utentes daquela unidade de saúde a suportar temperaturas elevadas, em alguns casos até superiores a 30ºC, em algumas unidades do hospital que não só os blocos operatórios? Na nossa opinião, não é. Aguardaremos pelo conhecimento da opinião do Governo.

O equipamento avariou na segunda-feira (dia 18) ou há muito tempo que estão identificados o problema e a necessidade de investimento na reparação ou reforço da capacidade do equipamento de arrefecimento de ar do Hospital da Horta? Os diversos intervenientes nesta situação, que colocaram o problema aos deputados do PSD eleitos pelo Faial, asseguram que a situação foi identificada “há muitos meses, talvez no final do ano passado”, e que “logo por essa altura se alertou para as consequências se a situação não fosse resolvida antes do verão”.

No que respeita ao número de cirurgias canceladas, que segundo a Tutela serão 6 (seis), entendemos que poderia até ser uma só, mas que mesmo essa, podendo ser evitada atempadamente, não deveria acontecer, pois estamos a falar de pessoas que se encontram fragilizadas e que devem ser poupadas a situações desta natureza.

Hoje inclusivamente já podemos acrescentar que estas deficiências estão a condicionar o trabalho no Hospital da Horta, pois existem médicos que não estão a programar alguns tipos de cirurgias.

Aguardando naturalmente pela resposta formal do Governo ao requerimento entregue no Parlamento Regional, os deputados do PSD eleitos pelo Faial reiteram a sua posição, de que em matéria de saúde, o investimento não pode aguardar pela melhor oportunidade política, e continuarão a pugnar por representar os faialenses que lhes solicitam ajuda para o efeito e a lutar pela melhoria dos serviços prestados pela Administração Pública Regional, onde se inclui e com acentuado destaque a área da saúde.

PSD/Faial

About The Author

Related posts