There are no ads, please add some

Diretor Regional das Comunidades destaca coragem e dinamismo dos Açorianos no Canadá

O Diretor Regional das Comunidades destacou, no Canadá, a “coragem” dos Açorianos que reconstruíram a sua vida num outro espaço, contribuindo para o progresso das sociedades onde se encontram radicados.

“Jamais podemos ficar alheios à forma como os Açorianos souberam fazer deste espaço, tão diferente das nossas ilhas, o seu novo lar”, afirmou Paulo Teves, que falava domingo no encerramento da XVII Semana Cultural da Casa dos Açores do Winnipeg e das comemorações do 25.º aniversário desta instituição da diáspora, sublinhando a participação ativa dos emigrantes açorianos nos desígnios do progresso desta província canadiana e do país, “sem perderem a identidade das ilhas que os viram nascer”.

“Esta Semana Cultural demonstra a dinâmica da nossa comunidade aqui residente, a sua diversidade de manifestações e o aprofundamento do relacionamento intergeracional como garantia de continuidade do trabalho até agora desenvolvido”, frisou o Diretor Regional, considerando, no entanto, ser “essencial” que se procure, cada vez mais, “cativar as gerações mais jovens, que, na sua maioria aqui nasceram, através de iniciativas inclusivas com e para este público”.

Na sua intervenção, Paulo Teves salientou que, em 1992, os fundadores desta Casa dos Açores “sentiram a necessidade de congregar a grande família açoriana desta província num espaço onde pudessem atenuar a saudade da sua terra”, através da promoção de manifestações que viveram nas suas ilhas, com destaque para as Festas do Divino Espírito Santo.

Para o Diretor Regional, agora é importante “procurar novas formas de promoção dos Açores junto da sociedade de acolhimento”, contribuindo, desta forma, para um maior relacionamento em áreas diversas entre as regiões onde se encontram radicados e os Açores.

Na sessão de encerramento, que contou com a presença de cerca de 250 pessoas, o Diretor Regional salientou o facto de a Casa dos Açores “ter assumido um papel mais amplo na sua ação, ao longo dos anos, considerando a própria dinâmica da comunidade que serve”, o que demonstra “a forma atenta como estas organizações se adaptam às necessidades e desafios atuais”.

Para Paulo Teves, “o diálogo permanente com todas as organizações, emigrantes e seus descendentes, o acompanhamento da dinâmica da comunidade e o aprofundamento de novas áreas de relacionamento” são objetivos fundamentais para Governo dos Açores na promoção de uma diáspora “cada vez mais integrada nas sociedades em que escolheram viver e mais participativa no processo de desenvolvimento das ilhas açorianas”.

A Semana Cultural da Casa dos Açores do Winnipeg teve a participação de diversos artistas do Canadá, dos EUA e dos Açores, num programa que incluiu espetáculos de música, folclore e teatro, bem como a inauguração da ‘Biblioteca Álamo de Oliveira’, que contou com a presença deste escritor açoriano.

GaCS/DRCom/Rádio Faial | Foto: GaCS/DRCom

 

About The Author

Related posts