There are no ads, please add some

Deputados do PS asseguram atenção cuidada às políticas de emigração do Canadá e dos EUA

Os deputados do PS/Açores na Assembleia da República asseguram atenção cuidada do Governo da República às políticas de emigração do Canadá e dos Estados Unidos da América, garantindo também proximidade e empenhamento junto das comunidades açorianas.

Sobre as notícias recentes de que as autoridades canadianas querem colaborar com Portugal na regularização de portugueses que se encontram indocumentados no país, a deputada do Partido Socialista Lara Martinho questionou o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas sobre “os resultados dos contactos mantidos, questões abordadas e respostas obtidas por parte das autoridades do Canadá”.

“Este é um assunto de relevante interesse nos Açores” afirmou a Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do PS, sustentando que “todos temos ou tivemos familiares que emigraram de visita e que depois acabaram por ficar no país de forma não documentada, pelo que sempre que surgem momentos de abertura à regularização, são oportunidades únicas para tranquilizar as nossas comunidades”. O Governo do Canadá calcula que existem no país um milhão de cidadãos da União Europeia e da Europa do Leste que desenvolvem a sua atividade de forma indocumentada.

Na audição do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2017, a parlamentar do PS/Açores pediu também esclarecimentos sobre o impacto que poderá  ter, no repatriamento de portugueses, a alteração das leis de imigração no Canadá..

Ao Secretário de Estado José Luís Carneiro, a deputada socialista também salientou a necessidade de uma “atenção cuidada” em relação às recentes eleições dos EUA que “colocaram na ordem do dia a deportação de milhões de imigrantes”.

Para além de destacar o “acompanhamento de proximidade” que tem sido desenvolvido pelo Governo da República, quer no âmbito do Canadá quer no dos EUA, a deputada socialista mostrou preocupação em relação a potenciais riscos futuros para as comunidades portuguesas, e por outro lado enalteceu o reforço da rede consular, das atividades dos consulados e do programa de permanências consulares que permitem “aumentar o número de utentes atendidos e de atos praticados”, em particular nos EUA e no Canadá..

Na sua intervenção, a Vice-Presidente do Grupo Parlamentar do Partido Socialista solicitou uma resolução definitiva para que as cartas de condução emitidas nas Bermudas sejam reconhecidas em Portugal. “Este é um assunto que já se arrasta há algum tempo e que preocupa a comunidade portuguesa nas Bermudas e que tem sido muitas vezes abordada pelo Governo dos Açores”, afirmou Lara Martinho.

Texto/Foto: GI-PS/A | RF/RP

About The Author

Related posts