There are no ads, please add some

Comissário garante nos Açores que não haverá cortes no programa POSEI

O comissário europeu para a agricultura, Phil Hogan, garantiu hoje nos Açores que o programa comunitário POSEI, dedicado às regiões ultraperiféricas, não terá cortes no próximo quadro comunitário, a vigorar entre 2021 e 2027.

“Não haverá cortes nos fundos do POSEI para todos, incluindo os Açores”, declarou hoje o comissário, falando em Ponta Delgada, no Palácio do Governo, após um encontro com o chefe do executivo açoriano, Vasco Cordeiro.

No que se refere ao POSEI (Programa de Opções Específicas para o Afastamento e a Insularidade nas Regiões Ultraperiféricas), que engloba os Açores e a Madeira, a proposta atualmente em cima da mesa engloba um corte de 3,9% nos programas de apoio às regiões ultraperiféricas.

O presidente do Governo dos Açores, que antes de se ter reunido com o comissário europeu esteve com o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, definiu como “excelentes notícias” a indicação de que não haverá cortes no POSEI para a região.

“Manifesto a satisfação acrescida com o facto de, conforme anunciou o senhor comissário, a questão do POSEI ser resolvida no sentido de garantir que, não apenas a Região Autónoma dos Açores, mas todas as regiões que beneficiem do POSEI, não sofrerão cortes nesta medida”, afirmou Vasco Cordeiro, no final do encontro de cerca de 15 minutos com o titular da pasta da Agricultura da Comissão.

Segundo uma proposta apresentada em 01 de junho em Bruxelas, Portugal vai receber menos dinheiro no âmbito da PAC (Política Agrícola Comum) no próximo quadro financeiro plurianual, estando prevista uma ligeira subida nos pagamentos diretos aos agricultores.

A Comissão Europeia propôs uma verba de cerca de 7,6 mil milhões de euros no quadro 2021-2027, a preços correntes, abaixo dos 8,1 mil milhões do orçamento anterior, com uma ligeira subida nos pagamentos diretos e cortes no desenvolvimento rural.

Lusa/Rádio Faial | Foto: Tiago Petinga/Lusa

About The Author

Related posts