There are no ads, please add some

Carlos Ferreira quer posição forte e suprapartidária do Conselho de Ilha sobre o serviço da SATA no Faial

Carlos Ferreira anunciou hoje que vai solicitar ao Presidente do Conselho de Ilha do Faial a realização de uma reunião extraordinária para que seja debatida a questão relacionada com o serviço prestado pela SATA e “tomada uma posição forte, conjunta e suprapartidária em prol da ilha do Faial”.

O candidato à presidência da Câmara Municipal da Horta pela Coligação Acreditar no Faial deslocou-se hoje ao aeroporto da Horta para verificar diretamente a evolução da situação dos passageiros, após os mais recentes cancelamentos e atrasos nas chegadas e partidas.

Para Carlos Ferreira, “a ilha do Faial está refém dos constantes atrasos, avarias, chegada de passageiros sem bagagem e cancelamentos, e da consequente incapacidade da companhia aérea para garantir a mobilidade da população, incluindo de quem tem que se deslocar para exames ou consultas médicas, bem como da incapacidade para dar resposta às necessidades económicas, quer seja ao nível do transporte de produtos locais, quer ao nível do turismo, em que os problemas da SATA estão a transmitir uma imagem muito negativa de pelo menos sete ilhas do arquipélago”.

Para o candidato, já se tornou banal apontar o dedo à gestão da SATA, cuja responsabilidade nesta altura já é única e exclusivamente do Governo Regional, afirmando ainda que “o serviço prestado pela SATA é fundamental para o Faial, para a população e para a nossa economia, e por isso o Conselho de Ilha é o órgão próprio para uma tomada de posição forte”.

A concluir, Carlos Ferreira reafirmou que “a SATA foi criada para servir os açorianos, todos os açorianos, e sem prejuízo da possibilidade de se lançar em novas rotas se tiver aeronaves suficientes para o efeito, deve cumprir em primeiro lugar a sua missão nas ligações inter-ilhas e das ilhas com o continente português”.

PSD Açores/Rádio Faial | Foto: PSD

About The Author

Related posts