There are no ads, please add some

Câmara Municipal da Horta quer promover turismo cultural no concelho 

Recuperar o património edificado faialense e potenciá-lo do ponto de vista do turismo são medidas defendidas pela Câmara Municipal da Horta que continuarão a fazer parte do seu plano e orçamento para o ano de 2019.

Na passada sexta-feira, a autarquia faialense atribuiu o prémio ao vencedor do concurso de ideias para a dinamização da bateria de costa da Espalamaca, uma infraestrutura militar da Segunda Guerra Mundial, desativada e abandonada há quase meio século.


Para José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta, o concurso realizado representou um desafio aos faialenses de pensar o seu património e de valorizá-lo do ponto de vista do turismo.


“Com as intervenções realizadas na Torre do Relógio, com a articulação com o Império dos Nobres e com a reabertura da Igreja do Carmo, que também apoiámos, estamos em condições de valorizar o nosso património, para que ele possa ser apreciado por quem nos visita, relevando a nossa história e tudo o que temos sido capazes de construir ao longo do tempo”, salientou, na ocasião, José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta.


O vencedor do prémio foi o arquiteto Pedro Porteiro, que se propôs refletir sobre uma futura utilização da antiga Bateria de Costa, procurando solucionar questões como o estacionamento e a acessibilidade àquele local, bem como a alimentação energética do complexo, através, por exemplo, de painéis fotovoltaicos.


Uma zona de receção e encaminhamento de visitantes e exposição temporária, com exposições permanentes ao longo dos túneis que medeiam um extenso complexo sub-terrâneo, culminando em locais de vigia são outras das ideias que se retiram da proposta vencedora.


Ao longo de 2019, a Câmara Municipal da Horta irá desenvolver o projeto para que possa ser equacionada uma intervenção futura naquela infraestrutura.

CMH/Rádio Faial | Foto: CMH

About The Author

Related posts