There are no ads, please add some

Câmara da Horta investe 400 mil euros na requalificação dos parques infantis do concelho

A Câmara Municipal da Horta vai investir 400 mil euros na requalificação dos parques infantis do concelho. O anúncio foi feito, esta quarta-feira, pelo Presidente da autarquia, em conferência de imprensa realizada para o efeito nos Paços do Município.

Segundo José Leonardo, o projeto inclui a requalificação 10 parques infantis existentes e a criação de 2 novos, tendo por base “os objetivos de modernizar e melhorar a segurança dos espaços, promover a acessibilidade e a inclusão, assim como a sensibilização ambiental e o cumprimento da regulamentação legal aplicável”, considerou.

Além das zonas de parque infantil, o projeto engloba, igualmente, em quatro destes parques, as zonas de fitness, destinadas também à população sénior, podendo ser utilizadas como complemento a terapias de coordenação motoras em espaços acessíveis, inclusivos e privilegiados para o convívio intergeracional.

Serão alvos de intervenção os parques infantis das freguesias de Angústias, Conceição, Flamengos, Praia do Almoxarife, Pedro Miguel, Ribeirinha, Salão, Cedros, Praia do Norte, Capelo, Castelo Branco e Feteira, e serão criados dois novos espaços nas freguesias da Ribeirinha e Salão.

A empreitada terá início no próximo mês de fevereiro, prevendo-se a sua conclusão em agosto de 2017, representando um investimento da Câmara Municipal da Horta de cerca de 400 mil euros.

De acordo com o Presidente da autarquia, este “é o maior investimento que houve até hoje numa rede de parques infantis no Faial”, que permitiu incluir também as empresas locais. “A autarquia teve o cuidado de repartir o investimento para que as empresas locais pudessem ter acesso”, nomeadamente no que se refere à parte da construção civil, salientou o edil.

 Ao concluir, José Leonardo realçou que este projeto, para além de “tornar o concelho mais inclusivo”, que vem de encontro a uma “área que o município tem dado também especial atenção que é a área social”, permite ainda “cumprir com o que está no Plano e Orçamento da Câmara” assim como com “a palavra dada aos faialenses no início deste mandato”, sublinhou o autarca.

Texto/Foto: GI-CMH | RF

About The Author

Related posts