There are no ads, please add some

Boa gestão e promoção de investimento marcam ação municipal de 2015

“Um ano de afirmação dos nossos investimentos, de consolidação dos nossos projetos e de cumprimento dos nossos objetivos”, foi desta forma que José Leonardo Silva, Presidente da Câmara Municipal da Horta classificou a execução da gestão do Município no ano de 2015.

Em conferência de imprensa de apresentação do Relatório e Contas, José Leonardo Silva explicou que a autarquia tem vindo a realizar uma gestão equilibrada que lhe permita, como está, honrar os compromissos que assume e realizar, simultaneamente, investimentos no concelho.

No ano financeiro de 2015, a autarquia reduziu a dívida total em cerca de 1 milhão e 200 mil euros face ao ano anterior, assim como o prazo médio de pagamento a fornecedores que ronda os 25 dias.
“Queremos melhorar, sobretudo nos fornecedores de conta corrente”, afirmou o autarca, que assumiu que, apesar das dificuldades, a Câmara Municipal “está num bom caminho”, reduzindo, em muito, o resultado líquido do seu exercício, de -682.399,66€, em 2014, para -71.416,29€, em 2015.

“As contas comprovam que a Câmara está a ter uma boa gestão”, pois, apesar da redução da dívida, houve capacidade de investimento, em áreas como o património, nomeadamente com a reabilitação da fachada da Piscina Municipal, as intervenções ao nível da rede viária e da rede de águas do concelho, a entrada em funcionamento de dois novos reservatórios, no Cimo da Granja e na Fonte do Rego, a conclusão das intervenções em diversos arruamentos na freguesia dos Cedros, num investimento que rondou os 2,5 milhões de euros, e na freguesia do Salão, nomeadamente na Canada do Barão, assim como o início do projeto HortaConvida, na Rua da Conceição.
Estes projetos, a par de outros, como a aquisição de terrenos para a conclusão do equipamento social da freguesia da Feteira ou para a construção de parque de estacionamento na Rua de São João, o apoio à conclusão das obras do Centro Cultural e Recreativo de Castelo Branco, a aquisição do novo projetor digital do Teatro Faialense ou os trabalhos de preparação do projeto de intervenção na Frente Mar exemplificam o volume de ações que estiveram em curso ao longo do ano de 2015.
Para José Leonardo Silva “fomos à procura do equilíbrio e conseguimos” e “na rota em que estamos, temos todas as condições de assumir a nossa parte nos investimentos agora previstos integrar no Programa Operacional Açores 2020”.

Em 2015 e ao nível da economia, a autarquia criou o tarifário único para a agricultura, aumentou o número de processos e de atendimentos no Gabinete Municipal do Investidor, procedeu à venda de 4 lotes no Parque Empresarial e aprovou benefícios fiscais naquela infraestrutura e em todo o concelho.

Para além disso e em termos de modernização administrativa, garantiu-se uma maior proximidade da autarquia aos seus munícipes, graças à introdução de novo balcão e serviços online, com mais vantagens para quem pretende investir e para facilitar a vida ao cidadão comum.
Ao nível dos resíduos, deu-se a entrada em funcionamento do Centro de Processamento de Resíduos, no segundo trimestre de 2015, com uma alteração significativa do paradigma de trabalho e aumento dos quantitativos triados e, ao nível da ação social municipal, os resultados positivos de projetos como O Quintal, o apoio prestado no âmbito do Fundo de Emergência Social e o reforço da participação nos Novos Desafios.
No Turismo, comemoraram-se 40 anos da Semana do Mara par da projeção da Horta junto de quem nos visita e na área da cultura reforçaram-se a qualidade e quantidade de eventos proporcionados à população, conjuntamente com um aumento dos apoios da Câmara Municipal às instituições do movimento associativo do concelho, quer em termos de candi-daturas apresentadas ao abrigo da regulamentação em vigor, quer no apoio direto à realização de eventos.
Relativamente à articulação do Grupo Municipal, o esforço de boa gestão realizado pela Câmara Municipal foi acompanhado por todo o Grupo, com a empresa municipal Urbhorta a registar, em 2015, melhores resultados no número de entradas em cada centro de exploração.

Texto/Foto: GI-CMH | Rádio Faial

About The Author

Related posts