There are no ads, please add some

BE questiona Governo Regional acerca do abandono da rota com os Açores pela Easy Jet

O Bloco de Esquerda considera estranho o anúncio do fim da rota da Easy Jet entre Lisboa e os Açores, tendo em conta que em anteriores declarações dos representantes da empresa davam era sempre garantido o sucesso de vendas e o êxito comercial, e enviou um requerimento ao Governo Regional colocando, mais uma vez, questões acerca das contrapartidas assumidas pelo Estado e pela Região, que nunca foram cabalmente explicadas.

O Bloco de Esquerda lembra que, há cerca de dois anos, as obrigações de serviço público no transporte aéreo foram alteradas em função das exigências da Ryanair e da Easy Jet, e que estas exigências, que as companhias alegavam ser condição necessária para que voassem para os Açores, foram satisfeitas após acordo entre o Governo da República e o Governo Regional.

Neste sentido, o BE quer saber quantos contratos foram assumidos pela ATA – Associação de Turismo dos Açores com cada uma das companhias low-cost que voam para os Açores (Ryanair e Easy Jet), e qual o conteúdo e as verbas envolvidas em cada um destes contratos.

O requerimento do BE solicita também informações acerca das contrapartidas negociadas para a recente entrada das companhias aéreas de baixo custo na Terceira.

Os deputados do BE perguntam ainda se o Governo Regional tinha conhecimento desta decisão da Easy Jet, de abandonar a rota com os Açores, se tem conhecimento de a Ryanair poder ter uma atitude idêntica, e que medidas serão tomadas se esta situação se confirmar.

Texto/Foto: GI-BE/Açores

About The Author

Related posts