There are no ads, please add some

BE critica o atraso na existência de segunda tripulação para meios aéreos de salvamento

O Bloco de Esquerda critica a falta de uma segunda tripulação para os meios aéreos da Força Aérea na Base das Lajes, cuja missão passa pela busca e salvamento no Atlântico e pela realização de evacuações médicas.

Paulo Mendes considera que esta medida devia estar implementada há muito tempo. A localização dos Açores, no meio do Atlântico, confere uma vasta área de competência no que diz respeito à missão de busca e salvamento no mar, para a qual a Força Aérea tem poucos meios. E são estes mesmos meios que estão dedicados às evacuações médicas no arquipélago, o que torna a falta que faz a segunda tripulação para os helicópteros ainda mais evidente.

O deputado do BE lembra que esta é uma promessa de António Costa que tem sido renovada, ano após ano, mas que nunca é cumprida, e deixa críticas às prioridades do Governo da República, cujo ministro da Defesa – entretanto demitido –, numa audição parlamentar na Assembleia República, deu garantias da existência de verbas para o Centro de Defesa do Atlântico já em 2019, quando, ao mesmo tempo, o seu então secretário de estado da Defesa não foi capaz de se comprometer com uma data concreta para a existência da segunda tripulação de helicóptero nos Açores.

Paulo Mendes falava no âmbito de uma interpelação ao Governo Regional sobre serviço de transporte aéreo de emergência médica, que se realizou hoje no parlamento.

BE/Rádio Faial | Foto: BE

About The Author

Related posts