There are no ads, please add some

Aprovado Plano de Ação proposto pelo PSD/Açores para fazer face ao despedimento coletivo na COFACO

O Plano de Ação proposto pelo PSD/Açores para fazer face ao despedimento coletivo da COFACO, no Pico, foi hoje aprovado por unanimidade pelo parlamento. Na resolução agora aprovada, os social-democratas propõem e defendem a execução de medidas concretas enquanto a fábrica estiver fechada.

“Congratulamo-nos com a aprovação unânime que a nossa proposta mereceu e fazemos votos para que o Governo regional atue no sentido de cumprir uma recomendação que emana do parlamento açoriano”, afirmou Marco Costa.

Jorge Jorge garantiu que o partido ficará “atento à execução, por parte do Governo regional, do Plano de Ação e ao desenrolar da situação até que seja construída a nova fábrica, em linha, de resto, com a atitude que assumimos desde que foi conhecida a intenção da COFACO de encerrar a fábrica no Pico”.

Os deputados do PSD/Açores eleitos pelo Pico frisam que o executivo açoriano dispõe agora de dois meses, no máximo, para apresentar um conjunto de ações que entenda relevantes para dinamizar a economia da ilha e para os cerca de 180 trabalhadores que irão ver os seus postos de trabalho extintos em abril.

O PSD/Açores, no projeto de resolução aprovado, recomenda um conjunto de medidas e ações concretas na área social e económica, bem como a criação de um grupo de trabalho que inclua representantes dos diversos órgãos do Governo açoriano e da Câmara Municipal da Madalena, concelho onde está fixada a fábrica da COFACO, envolvidos no licenciamento e apoio ao investimento de unidades industriais para acompanhar e assessorar o promotor COFACO com vista a agilizar e a apoiar a definição estratégica de investimento.

Na área social, os social-democratas recomendam o pagamento da creche dos filhos dos funcionários da COFACO, tal como era assegurado pela empresa, até que entre em funcionamento a nova unidade fabril naquela ilha ou que sejam encetadas diligências que conduzam à majoração dos apoios sociais às famílias, nomeadamente através da majoração do subsídio de desemprego, por forma a garantir o mesmo nível de rendimento dos trabalhadores, sobretudo mulheres.

O PSD/Açores propõe ainda a abertura de cursos na Escola Profissional do Pico para que os trabalhadores possam concluir a escolaridade obrigatória ou atualizar competências e ainda o reforço do enquadramento de projetos de autoemprego e de empreendedorismo em programas e instrumentos de apoio.

Na área económica, o PSD/Açores defende que é no setor do turismo que existe maior potencial para compensar os constrangimentos decorrentes do despedimento coletivo, razão pela qual propõe, entre outras medidas, o desenvolvimento de um plano específico de divulgação do Pico e do Triângulo, bem como a melhoria das acessibilidades ao Pico e ao Triângulo, diretamente com o exterior da Região e no acesso a estas a partir de outras ilhas.

O PSD/Açores propõe também também no Plano de Ação agora aprovado o aumento da disponibilidade de lugares, entre os meses de maio a outubro, nos voos para o Pico e para o Triângulo.

Em julho último, o parlamento açoriano aprovou por unanimidade uma proposta do PSD/Açores que recomendava ao Governo que encetasse todas as diligencias conducentes à viabilização das intenções da COFACO de construir uma nova unidade fabril na Madalena do Pico, assegurando a manutenção dos postos de trabalho.

PSD/Rádio Faial |

About The Author

Related posts