There are no ads, please add some

Apoios públicos potenciaram duplicação da área de vinha em produção no Pico, destaca Luís Neto Viveiros

O Secretário Regional da Agricultura e Ambiente afirmou hoje, na Madalena, que, desde a classificação da Paisagem da Cultura da Vinha do Pico pela UNESCO, os apoios públicos entretanto criados e reforçados substancialmente na atual legislatura, permitiram duplicar a área de vinha em produção nesta ilha.

“Se considerarmos os projetos de reabilitação em curso, está assim assegurada a manutenção, a médio prazo, de uma área superior a 420 hectares de vinha em produção, o que representa a duplicação, em apenas uma década, da área existente na zona de intervenção”, salientou Luís Neto Viveiros.

O Secretário Regional falava na sessão de encerramento do seminário ViTour, que reuniu no Pico representantes das regiões vinhateiras classificadas como Património Mundial pela UNESCO, onde revelou que, no âmbito da reabilitação, o apoio público ao investimento será este ano superior a 500 mil euros, enquanto, no âmbito da manutenção, ultrapassa os 371 mil euros.

“Só este ano, direcionamos mais de 800 mil euros de fundos regionais para apoio à revitalização da vinha na área protegida desta cultura aqui no Pico”, frisou.

Simultaneamente, foi contratada a manutenção de mais cerca de 158 hectares de vinha, abrangendo mais de duas centenas de beneficiários, no montante de quase 2,4 milhões de euros.

“Conseguimos inverter a tendência do abandono da Paisagem, vemos cada vez mais jovens a iniciar a sua atividade como produtores, com projetos consistentes e com maiores áreas, promovendo a diversidade e o aumento da qualidade dos vinhos do Pico, já reconhecida nacional e internacionalmente”, realçou Neto Viveiros.

Na sua intervenção, salientou que “reabilitar e dar vida à vinha do Pico é honrar a memória e o engenho dos nossos antepassados, é honrar toda uma cultura única, é honrar o que somos e nos diferencia mas, também, é saber retirar proveito dessa herança e da terra, tal como eles o souberam fazer”.

Atualmente existem 14 Regiões Vinhateiras classificadas como Património Mundial pela UNESCO, pertencentes a seis países, nomeadamente Portugal, França, Itália, Alemanha, Áustria, Hungria e Suíça.

No seguimento dos projetos VITOUR 2005-2007 e do VITOUR Landscape 2010-2012, no qual a Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico foi parceira, estas regiões comprometeram-se com a preservação e melhoramento das suas paisagens vinhateiras e têm reunido regularmente com o objetivo de partilhar experiências e desencadear ações conjuntas de valorização dos seus territórios, numa perspetiva de desenvolvimento sustentável.

Texto/Fotos: GaCS/OG | Rádio Faial

About The Author

Related posts