There are no ads, please add some

Açores poderão ter “outro tipo de atuação” junto da Organização Mundial do Turismo, afirma Vítor Fraga

O Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou, na Horta, que os Açores têm estado presentes na Organização Mundial do Turismo (OMT), através do Observatório de Turismo dos Açores, mas considerou que “não deve ser de descurar” a possibilidade de ter outro tipo de atuação e uma maior proximidade junto dos organismos que decidem a política de turismo a nível global.

Vítor Fraga, que falava quarta-feira na Assembleia Legislativa, manifestou, por isso, a concordância do Governo com a proposta de resolução apresentada pelo PPM para que seja solicitada a admissão dos Açores como membro associado da OMT.

“Neste momento, a OMT tem temas de grande importância e de grande relevância para todos, nomeadamente os objetivos de desenvolvimento do milénio, o desenvolvimento de um turismo sustentável, responsável e acessível a todos, a implementação do código de ética mundial no setor, a avaliação económica do turismo definindo a sua conta satélite e a formação e a gestão de conhecimentos”, frisou o titular da pasta do Turismo, salientando que se trata de “um conjunto de temas muito abrangentes”.

Vítor Fraga lembrou ainda que a OMT “funciona como um grande fórum global onde as questões do turismo e as políticas do turismo são debatidas e também definidas”, acrescentando que este organismo tem “uma grande capacidade de influência para aquilo que se passa, em termos globais, no setor, mas também como uma fonte de partilha de conhecimento prático entre todas as organizações que estão presentes e entre todos os organismos que se fazem representar”.

Portugal aderiu à OMT em 1976, seguindo-se a Madeira, que aderiu como membro associado em 1995, e os Açores, que estão presentes como membro filiado, através do Observatório de Turismo dos Açores, desde 2010.

Texto/Foto: GaCS/HB | Rádio Faial

About The Author

Related posts